Sobre o CMP


A Escola Artística - Conservatório de Música do Porto (CMP) é uma escola da rede pública do Ensino Artístico Especializado da Música.

Criado pela Câmara Municipal do Porto em 1917, foi inicialmente instalado no Palacete dos Viscondes de Vilarinho de S. Romão na Travessa do Carregal, funcionando como Escola Municipal até 1972, ano em que passou para a alçada do Ministério da Educação Nacional.

Em 13 de Março de 1975 passou a ocupar o palacete Pinto Leite, na Rua da Maternidade, n.º 13, também propriedade da Câmara Municipal.

Em 15 de Setembro de 2008, através do Programa de Requalificação e Modernização das Escolas, mudou de instalações para a Praça Pedro Nunes, passando a ocupar a ala poente do edifício do antigo Liceu D. Manuel II (Escola Rodrigues de Freitas) e um edifício construído de raiz, onde se situam os auditórios, a biblioteca, salas do 1º Ciclo, estúdio de gravação e outros equipamentos de apoio, imprescindíveis a este tipo de ensino.

O Conservatório é também uma realidade cultural e a sua atividade vai muito para além da ideia corrente de ensino. O CMP tem realizado um papel interveniente sob o ponto de vista cultural e formativo, numa alargada zona geográfica.

No historial do CMP estão inscritos professores da mais alta qualificação pedagógica e artística, e muitos dos seus antigos alunos têm-se assumido como importantes figuras da música portuguesa como intérpretes, compositores, diretores de orquestra, professores e/ou outras funções.

Refira-se como exemplo que a Orquestra Sinfónica do Porto “nasceu” nesta Instituição, tendo a sua origem na Orquestra Sinfónica do Conservatório de Música do Porto.

O CMP tem sido ao longo dos tempos fiel depositário de espólios, obras de arte, instrumentos, documentação e objetos pessoais ou institucionais com elevado interesse museológico.

São de destacar o espólio da violoncelista Guilhermina Suggia, o espólio musical do compositor e violinista Nicolau Medina Ribas, documentação sobre Moreira de Sá, Cláudio Carneyro, Óscar da Silva, Berta Alves de Sousa e ainda do tenor italiano Roncalli que viveu na cidade do Porto. Em 1992 foi atribuída a esta escola a Medalha de Mérito Cultural Grau Ouro da Cidade do Porto.

Prestes a celebrar o seu centenário, o Conservatório de Música do Porto continua a pautar-se como Escola de Referência Nacional do Ensino Artístico Especializado da Música e a promover uma abertura à Comunidade e à Cidade do Porto, através de inúmeras atividades realizadas em parceria com as principais Instituições Culturais da Cidade.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seo wordpress plugin by www.seowizard.org.